Vikings - 10 fatos que você precisa saber sobre eles!

Vikings – o que você sabe sobre eles? Com tantas caricaturas e estereótipos na mídia, provavelmente há muita coisa que você nunca tenha ouvido falar sobre esses navegadores escandinavos que invadiram e instalaram povoamentos nas zonas costeiras nas ilhas britânicas e além delas, entre os séculos IX e XI. Então, explore conosco 10 fatos surpreendentes sobre os vikings!


1. Os vikings não usavam capacetes com chifres.

Esqueça quase todos os trajes de guerreiros vikings que você já viu. Claro, os belicosos nórdicos provavelmente usavam capacetes, mas, definitivamente eram capacetes sem chifres. Representações que datam da Era Viking os mostram sem o adereço, e o único autêntico capacete viking  já descoberto, também não tem nenhum chifre. Os pintores parecem ter criado essa tendência durante o século 19, talvez inspirados nas descrições feitas pelos antigos cronistas gregos e romanos. De fato, muito antes da Era Viking, sacerdotes noruegueses e germânicos usavam capacetes com chifres para fins cerimoniais.

Barco Viking


2. Os vikings eram conhecidos por sua excelente higiene.

Entre remar barcos e decapitar inimigos, os vikings deviam ter pouco tempo para o asseio pessoal, certo? Muito pelo contrário. Em escavações de sítios vikings foram encontrados pinças, lâminas de barbear, pentes e utensílios para a limpeza do ouvido, feitos de ossos e chifres de animais. Os vikings se banhavam pelo menos uma vez por semana, frequência muito maior do que os outros europeus da época, além disso, os guerreiros nórdicos também apreciavam um bom mergulho em fontes termais.


3. Os vikings utilizavam um método original para acender o fogo.

Por mais higiênicos que fossem, os vikings não tinham nenhum problema em aproveitar o poder de um produto feito de dejetos humanos. Eles coletavam um fungo chamado touchwood, que cresce na casca das árvores e o deixavam ferver por vários dias na urina, para depois o espremer dentro de um saco feito de algo parecido com o feltro. O nitrato de sódio encontrado na urina fazia com que o material ardesse, ao invés de queimar, então, os vikings podiam acender uma fogueira quando fosse preciso sem maiores dificuldades.


4. Os vikings “sepultavam” seus mortos em barcos.

Funeral Viking

O amor dos vikings por seus barcos era tanto, que partir para o além à bordo  deles  era uma grande honra. Na mitologia da antiga religião nórdica, os valentes guerreiros entravam em reinos gloriosos após a morte, e pensava-se que as embarcações que lhes serviram tão bem na vida, também os ajudariam a alcançar os seus destinos finais. Líderes ilustres e mulheres proeminentes, quando morriam, eram colocados para descansar em barcos, cercados por armas, bens valiosos e às vezes até mesmo por escravos sacrificados.


5. Os vikings eram ativos mercadores de escravos.

Muitos vikings ficaram ricos com o tráfico de seres humanos. Eles capturavam e escravizavam mulheres e homens jovens, enquanto saqueavam os anglo-saxões, os celtas  e os assentamentos eslavos. Esses prisioneiros conhecidos como “thralls”, eram então vendidos em mercados de escravos, por toda a Europa e no Oriente Médio.


6. As mulheres vikings tinham alguns direitos básicos.

Mulher Viking

Na cultura viking, as meninas já aos 12 anos eram dadas em casamento e tinham a atenção voltada  para as atividades familiares, enquanto que seus maridos partiam para as aventuras. Ainda assim, elas tinham mais liberdade do que outras mulheres de sua época. O marido não podia vender a esposa como escrava, a mulher viking podia herdar bens, solicitar o divórcio e recuperar seu dote, no caso do seu casamento terminar.


7. Os vikings passavam a maior parte de seu tempo na agricultura.

Talvez soe como uma decepção, mas a maioria dos vikings brandia foices e não espadas. É verdade que alguns deles eram saqueadores insensíveis, que só pisavam fora de seus barcos para queimar aldeias, mas a grande maioria pacificamente semeava cevada, centeio e aveia, pelo menos durante parte do ano. Eles também criavam gado, cabras, porcos e ovelhas em pequenas propriedades, que normalmente produziam alimento o suficiente apenas para sustentar uma família.


8. Os vikings esquiavam para se divertir.

Os escandinavos desenvolveram esquis primitivos há pelo menos 6.000 anos, embora talvez, os antigos russos os tenham inventado ainda mais cedo. Na era viking, os nórdicos consideravam  esquiar um jeito eficiente de se locomover e uma forma popular de recreação. Eles até adoravam um deus do esqui chamado Ullr.


9. Os senhores vikings preferiam ser loiros.

Vikings

Para estar em conformidade com os ideais de beleza de sua cultura, os vikings que tinham a cabelereira de tons escuros, geralmente usavam um sabão com alto teor de lixívia para branquear os cabelos. Em algumas regiões as barbas também eram branqueadas. É provável que esse tratamento também tenha ajudado os vikings com um problema muito mais espinhoso e complicado do que os cabelos negros: piolhos.


10. Os vikings nunca fizeram parte de um grupo unificado.

Os vikings nunca formaram uma nação unificada. Na verdade, eles provavelmente nem sequer se chamavam de vikings: o termo se refere simplesmente a todos os escandinavos que participavam nas expedições de ataque por toda a Europa. Durante a Era Viking, as terras que agora são a Dinamarca, a Noruega e a Suécia, eram uma colcha de retalhos de tribos, chefiadas cada uma por seu próprio líder, que muitas vezes lutavam umas contra as outras, quando não estavam ocupados causando estragos em terras estrangeiras, é claro.

0 comments:

Post a Comment