Retratos de um passado longínquo

No início de 1900, Edward S. Curtis, fotógrafo baseado em Seattle, embarcou em um projeto de escala épica: viajar pelo oeste dos Estados Unidos e documentar as vidas dos nativos americanos ainda intocadas pela sociedade ocidental. Curtis, financiado por J.P Morgan, visitou mais de 80 tribos ao longo dos 20 anos seguintes, tendo feito mais de 40.000 fotografias, 10.000 gravações em cilindro de cera, bem como grandes volumes de notas e esboços. O resultado final foi um conjunto de 20 volumes de livros ilustrados com cerca de 2.000 fotografias, intitulado "O índio norte-americano." Nos mais de cem anos desde que o primeiro volume foi publicado, o trabalho de Curtis tem sido tanto elogiado quanto criticado. O puro valor documental de um projeto tão grande e profundo tem sido celebrado, enquanto que os críticos das fotografias se opuseram à perpetuação do mito do "bom selvagem" em retratos preparados para impressionar o homem branco. Voltemos ao passado agora, para o início do século XX, e deixemos que Edward Curtis nos mostre apenas alguns dos milhares de rostos que ele viu através de suas lentes [ ao clicar nas imagens, elas abrirão em outra janela, em tamanho grande ].

s_c01_3g08942u

Retrato de um nativo americano chamado Big Head, de 1905.

 
s_c02_3b01643u

À esquerda, Touro Amarelo, do povo Nez Perce. À direita, uma menina Hopi, 1905.

 
s_c03_3g08854u

Seis Navajos a cavalo, 1904.



s_c04_3c01178u

Esquerda: um homem do povo Mohave, vestindo um manto de pele de coelho,1907. Direita: Um jovem homem Yakama, 1910.



s_c05_3a47121u

Esquerda: Zosh Clishn, da Nação Apache, 1906. Direita: Bear Bull, ilustrando um antigo método Blackfoot de arranjar o cabelo.



s_c06_3c07918u

Jajuk,  um esquimó de Selawik, no noroeste do Alasca, 1929.



s_c07_3g08929u

Esquerda: Um homem Navajo vestido cerimonialmente como Nayenezgani, uma divindade Navajo. Direita: Tobadzischini, deus da guerra, 1904.



s_c08_3g08862u

Esquerda: Cabelo Preto, 1905. Direita:Nuvem Vermelha, 26 de dezembro de 1905



s_c09_3b42306u

Esquerda: Coruja Sentada, um chefe da nação Hidatsa, 1908. Direita: Uma menina do povo Taos, 1905.



s_c10_3c36569u

Esquerda: perfil de um homem Cheyenne, 1910. Direita: Um chefe do povo Apsaroke (Crow),  1908.



s_c11_3b00192u

Esquerda: Um integrante da tribo Koskimo, do povo Kwakiutl, vestindo uma roupa de corpo inteiro de pele, luvas de grandes dimensões e uma máscara de Hami ("coisa perigosa") durante a cerimônia Numhlim, 1914. Direita: Uma dançarina cerimonial vestido de Hamasilahl, uma entidade da mitologia Kwakiutl, durante a cerimônia da Dança de Inverno.



s_c12_3a16197u

Esquerda: Um homem nativo da ilha Nunivak, usando cocar com uma cabeça de pássaro de madeira na frente, 1929. Direita: Mosa, jovem do povo Mohave, 1903.



s_c13_3b30536u

Esquerda: Esposa de Modoc Henry, do povo Klamath, em 30 de junho de 1923. Direita: Três Águias, do povo Nez Perce, 1910.



s_c14_3c17606u

Esquerda: Águia da Manhã, do povo Piegan, 1910. Direita: Tah Ele Way, com o cachimbo da paz,  1905.


 
s_c15_3c01251u

Esquerda: Pássaro Falante, do povo Piegan, 1910. Direita: Nesjaja Hatali, pajé Navajo, 1904.



s_c16_3c04025u

Os convidados de um casamento do povo Kwakiutl chegam em canoas, Colúmbia Britânica, 1914.



s_c17_3c23308u

Esquerda: Pah Toi, do povo Taos, Novo México,1905. Direita: Uma mulher do povo Cahto, Califórnia, 1924.



s_c18_3g08935u

Esquerda: Ben Orelha Longa,1905. Direita: Hastobiga, pajé Navajo, 1904.



s_c19_3a53019u

Esquerda: A esposa de Touro Lento, Dakota, 1907. Direita:. Menina do povo Pomo, Califórnia.


Você pode ver a obra completa de Edward S. Curtis online [ link patrocinado ].

0 comments:

Post a Comment